Como se programar financeiramente para comprar um imóvel

O sonho de conquistar a casa própria está no topo da lista de desejos de muitos brasileiros. Afinal, a sensação que temos quando pagamos aluguel mês após mês é que o dinheiro gasto não volta, e realmente é isso que acontece, pois o aluguel acaba por ser um investimento em algo que não é seu.Planejamento financeiro: comece a pensar na casa própria com responsabilidadeAntes de comprar um imóvel, algumas medidas na mudança de comportamento com relação aos gastos devem ser repensadas.Se você já está endividado, o primeiro passo é quitar todas as suas dívidas, principalmente aquelas com maiores juros. Depois disso, impulsos devem ser controlados, assim como o parcelamento de compras no cartão. Aliás, o cartão de crédito e cheque especial precisam ser esquecidos no fundo da gaveta, afinal os dois são os principais motivos de endividamento. A partir de então, compras só deverão ser feitas à vista.

E lembre-se sempre, o segredo em ter ou não dinheiro sobrando está na forma com que você planeja os gastos e, nessa hora, ser econômico é fundamental, principalmente para conquistar o objetivo final do tão sonhado lar doce lar.

Uma poupança para chamar de sua

Com um planejamento financeiro definido, agora é o momento certo para começar a poupar de verdade. Especialistas afirmam que cerca de 20% dos gastos domésticos são com excessos, portanto, é totalmente possível reorganizar a rotina de casa para poupar mais. E aqui, a regra que vale é: quanto mais, melhor. Sabemos que é difícil, mas sacrifícios no presente deverão ser feitos para se alcançar sua meta no futuro.

Uma dica para conseguir guardar mais dinheiro é encarar a poupança como uma dívida a ser paga todos os meses para você mesmo. Defina um valor considerável e não conte com ele para nenhum outro gasto supérfluo.

Financiamento: todo cuidado é pouco

Parte do planejamento para se comprar um imóvel está na definição de se o imóvel será financiado ou com o pagamento à vista. O conselho dados por todos os economistas é sempre o mesmo: compre à vista. Mas como nem sempre isso é possível, a única opção que resta é o financiamento, normalmente de até 80% do valor final do imóvel. Porém, dependendo do valor do imóvel, financie uma porcentagem menor. Neste caso, o mais indicado é financiar pelo menor valor e por até 15 anos.

Imóvel pronto, na planta ou usado

A decisão de comprar um imóvel pronto, na planta ou usado depende de dois fatores essenciais: pressa e o quanto de dinheiro você tem disponível para comprar ou pelo menos pagar a entrada.

Se você precisa se mudar com urgência, o ideal é optar por um imóvel pronto ou usado. Sendo assim, você precisa ter o valor total – o que refletirá em um maior poder de barganha – ou uma entrada bem alta para poder comprá-lo.

Já no imóvel na planta, há a opção de dividir a entrada durante o tempo de obras, que dura em média 3 anos. Enquanto isso, mantenha os hábitos de economia e poupança para que, quando necessário, possa amortizar os juros do financiamento.

Quem procura acha: a busca incansável por melhores preços

Depois de todos os itens acima definidos, o último passo exige muita paciência e zero preguiça. Leve em consideração aspectos como região do imóvel, infraestrutura do local, segurança e se este imóvel irá acomodá-lo no futuro, ou seja, casais sem filhos devem considerar a possibilidade de tê-los no futuro. Portanto, um imóvel com apenas um quarto não é uma boa escolha, não é verdade?

Com todos essas peculiaridades definidas, contate uma imobiliária ou faça buscas pela internet para tentar encontrar o imóvel que atenda suas necessidades e tenha o melhor preço do mercado e dar início do processo de compra do seu futuro lar.

Quer saber mais sobre o mercado imobiliário? Então acesse nosso site e confira!

 

Guia Prático Gratuito Venda seu imóvel

Guia prático gratuito venda seu imóvel

 

 

Comentários

  1. Pingback: Modern House

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + 4 =