UM TETO PRA CHAMAR DE MEU

 

Um Teto Pra chamar de meu, Janela da Candinha

Por ARILMEY FREITAS.

Quando eu era criança, construía as minhas casinhas imaginarias, e até arriscava ter mais de uma, viajava com minhas bonecas para a casa da praia, do campo…e enfim voltava para a cidade, onde era uma renomada cirurgiã. O tempo foi passando e o tamanho das minhas casas aumentando, já na na adolescência, comprava tudo o que me agradava (com as sobras das mesadas) e ia guardando em uma caixa, eram aqueles os adornos da minha primeira casa, assim que eu tivesse condições de sair da casa dos meus pais, ou montasse a minha república ( sonhava viver em comunidade com um monte de amigos). Nunca foi conveniente tomar tal decisão…a casa dos meus pais era muito boa! E por falar nele….era um construtor nato, adorava uma obra, construía uma casa atrás da outra e vivia comprando bons terrenos. Sempre dizia: “quem tem o terreno, tem o teto, ainda que de sapé”. Um verdadeiro sonhador!
Nos seus sonhos, ele alicerçava seus projetos de vida, seu dinamismo, respeito e seus anseios.
Dizia que todo sacrifício era pouco, porque um homem precisa ter seu teto.
Vamos falar sério, quanto sacrifício enfrentamos, por um teto pra chamar de “NOSSO”… Sonhamos, planejamos, edificamos ou “compramos”, nossa casa ou apartamento. O sonho não é só um lugar de moradia, é também o endereço da correspondência, é participar das relações sociais, é sentir-se fazendo parte da economia do mundo. É existir de verdade. E esse desejo do teto, é o que vai desencadear tantos outros prazeres, como o de trabalhar mais e mais, de olhar com mais atenção aos detalhes dos jardins alheios, das vitrines de decoração…. creiam, eu comecei a minha casa, pelas maçanetas!
O teto é poesia, o lugar para onde podemos voltar e agradecer pelo lar, nesse universo inteirinho, não existe um lugar melhor do que o meu cantinho!
AF !

Por : ARILMEY FREITAS

janela-da-candinha-logo1

 

Comentários

  1. Bom Dia Arilmey Freitas, seus textos me levam a fazer introspecções durante a leitura, muito interessante conhecer um pouco mais do seu universo, é um prazer enorme!

    1. É sempre um prazer enorme estar junto com vocês. Obrigada pela oportunidade!
      Beijos e sucesso.

  2. É um prazer o convite do Modern House, já sou fã! Obrigada pelo convite Aldo.

  3. É um prazer estar com vocês! Obrigada sempre pelo convite e parabéns com muito sucesso ao REDE MODERN HOUSE
    Beijos

    1. modernhouse disse:

      Olá querida Arilmey Freitas estamos aguardando ansiosamente seu próximo Post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + dezessete =